Contabilidade para novas empresas

A abertura de novos negócios é uma decisão importante, que exige primeiros passos bastante cuidadosos, especialmente no quesito financeiro.

Nesse momento, o desafio principal de alcançar o equilíbrio financeiro entre as receitas e despesas é dificultado por uma série de demandas que preocupam e afetam diretamente as contas da empresa, como impostos, taxas, matéria prima, funcionários, entre diversos outros.

Com o objetivo de manter a saúde do negócio, é natural que o empreendedor busque enxugar ao máximo todos os gastos possíveis, incluindo os serviços terceirizados. Há uma forte tendência em incluir nesses “cortes” o serviço de contabilidade, optando com base no preço mais em conta.

O que poucos empreendedores se atentam é que negligenciar a importância da contabilidade nos primeiros passos da empresa pode colocar em risco o próprio futuro do negócio. Entenda!

 

Pequenos negócios devem valorizar as informações contábeis

O primeiro erro bastante comum na escolha do contador para o novo negócio é considerar que, dado o tamanho e porte inicial da empresa, há pouca complexidade nos serviços exigidos e, por isso mesmo, a economia na escolha da contabilidade não fará diferença.

Esse é um pensamento perigoso porque pode colocar o negócio sob as mãos de um serviço de contabilidade pouco personalizado, que desconsidera as especificidades do mercado em que a empresa se encontra e, principalmente, que entrega informações contábeis de pouca qualidade e utilidade para o negócio. O que são tais informações contábeis?

É importante delimitar, antes de tudo, que elas não são aqueles relatórios arquivados apenas para prestações de contas para o Governo, que se limitam ao cumprimento das obrigações legais.

A realidade é que o profissional contábil lida diariamente com um enorme volume de informações e dados preciosos para a realização de inúmeras análises e decisões estratégicas para a gestão do negócio. Uma contabilidade clara e eficiente está apta a utilizar todas essas informações e números de maneira precisa para auxiliar, efetivamente, no crescimento da empresa.

Na prática, o contador passa a atuar também como um consultor do negócio.

 

Fonte: Jornal Contábil

Deixe um comentário

dezenove + 1 =